CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ESCOLHO VIVER …

Escrutino em passo prudente
os erros do passado,

arrumo a casa do meu tempo,
desensaco-me da ressaca das saudades.

Desaconteço-me das amarguras,
belisco internamente eternas loucuras,

lustro as cerâmicas do amanhã
com a epiderme suada do meu querer e crer.

Desminto os pronúncios
que me apagam as estrelas da noite,

finto o açoite das pronuncias
que me afagam em dor.

Desafogo-me dos rios
de rires estagnados em fundos
que me aspam o ego em prantos.

Fundos os brancos são mundos desertos,
emporcalhados gritos de lágrimas silenciosas.

Desencalho os veres
que os meus olhares debitam,

atalho os sentires
que as minhas mãos acreditam tocar.

Emprateleiro o mofo de vozes
que aguçam os picões da escuridão,

vozes cujo eco são areias movediças da solidão.

Desemboco-me da canção estéril
que a tristeza canta,

amputo-me dos ventos
que me varrem à pedrada os pensamentos. 

Escolho viver,

abundar-me das multidões que sou,
escrever-me de corpo e alma pelo ar do meu voo.

.
.
.
.

Submited by

segunda-feira, junho 24, 2013 - 20:35

Poesia :

Your rating: None (4 votes)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de Maria Letra

ESCOLHO VIVER

Extremamente bem escrito, bem desenvolvido, bem motivante.Adorei, Henrique. ADOREI MESMO!
Tenha um lindíssimo dia.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.029 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.624 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.233 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.150 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.995 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.013 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.696 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.691 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.437 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.837 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.275 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.371 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.636 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.852 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.189 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.874 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.763 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.770 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.931 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.563 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.469 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.393 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.433 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.763 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.667 01/16/2015 - 20:47 Português