CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

GRITO QUE AS MÃOS ACENAM NO ADEUS

Por tamanhas distâncias

se estende e tomba
a vastidão do meu olhar,

em profundos veres que se afundam
ao fundo do infinito.

Grito

que o pensamento pensa,

que o silêncio diz,

que a alma grita,

que as mãos acenam no adeus.

Rios que riam dentro das lágrimas.

Fumos sombrios

que as fogueiras vertem sem paixão,
sem lenhas de amor, sem cinzas de saudade.

Entrelinhas em branco nas páginas da solidão.

Outonos de tristeza
que sopram os desmaios do tempo
pelas esteiras que a poesia pisa insana,

sem musas,
sem sonhos nem tusas.

Loucuras como um ponto final
cujo fim pontua no parágrafo das rugas.
.
.
Henrique Fernandes

Submited by

sábado, janeiro 10, 2015 - 23:07

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 47 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 6.137 05/26/2020 - 22:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 38.482 06/11/2019 - 08:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 2.143 03/06/2018 - 20:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.823 02/28/2018 - 16:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.703 02/10/2015 - 21:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.501 02/03/2015 - 19:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.669 02/02/2015 - 20:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 3.329 02/01/2015 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 2.097 01/31/2015 - 20:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 2.408 01/30/2015 - 20:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.842 01/29/2015 - 21:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.770 01/29/2015 - 18:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 2.156 01/29/2015 - 00:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.510 01/28/2015 - 23:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.855 01/28/2015 - 20:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 2.382 01/27/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 2.334 01/27/2015 - 15:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.279 01/26/2015 - 19:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.416 01/25/2015 - 21:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 2.009 01/22/2015 - 21:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.821 01/21/2015 - 17:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.889 01/20/2015 - 18:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.905 01/19/2015 - 20:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 2.140 01/17/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 2.189 01/16/2015 - 19:47 Português