CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

MEIA-NOITE INTEIRA …

Poema onde a madrugada é meia-noite inteira.

Entardecer deserto onde a alma
é uma fogueira envenenada por tintos de insónia.

Fogo absinto,
incendiado por tudo quanto sinto ausente.

Saudade assente em ira.

Mentira circunstanciada ao acaso.

Pedaço de chuva.

Pergaminho de queixumes
sem azo de preencher os lumes do tempo.

Cárcere de candeias cúmplices da escuridão.

Horas são alçapões que se abrem aos pés da noite.

Parte-se o peso do corpo
numa neuro viga retorcida em pranto.

Dor que me espessa e cega o ar.

Adeus que me afoga os pulmões em pó.

Ponto mergulhado longe.

Distâncias distribuídas pelos pertos das mãos
caídas em arrebatados brancos.

Ânsias sem pão na fome do peito.

O silêncio como última palavra
a mover-me os lábios da voz.

Foz inundada de nada.

Ponte que se verte em lágrimas
sobre as margens de um rio de chamas.

Cascata de gritos derramados sobre a pele das sombras.

Beijos perdidos como se fossem lascas no cascalho do pensamento.
.
.
.
.

Submited by

sábado, outubro 20, 2012 - 23:16

Poesia :

Your rating: None (6 votes)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.022 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.623 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.233 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.148 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.994 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.013 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.696 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.689 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.433 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.834 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.270 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.369 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.636 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.849 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.188 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.874 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.760 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.767 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.929 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.563 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.469 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.392 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.432 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.760 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.665 01/16/2015 - 20:47 Português