CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

MORRER DE PÉ

Aflito,
o pessimismo
vai nu pelas ruelas da má-fé.

Boa-fé,
é onde caduca o infinito
que me educa olhar em frente
e morrer de pé.

Bons e maus,
os meus princípios
são paus de ousadia que arde
em poesia.

Contesto porquês
nas veias com pontos nos is.

Zelo-me
preto no branco
à letra da fantasia de tês sem traço.

Inconsolável,
ser assim é um rasto de fim
no centro de mim.

Insegura melodia que cai sem trampolim.

À solta
pelo poder da mente,
consumo o silêncio de maiúsculas
que me outorgam louco.

Expectante,
encurralo a mentira constrangida
nos patamares do tempo que manipula
ditador o meu envelhecimento.

Em fuga,
enrodilho o espelho com o olhar etéreo,
num brilho de inocência
para enganar as rugas.

Mais do que frases escritas,
a vivência é uma arena de artífices
para estorvar o destino a chegar ao nosso
propósito dele.

Submited by

quinta-feira, fevereiro 4, 2010 - 01:09

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de ÔNIX

Re: MORRER DE PÉ

Mais do que frases escritas,
a vivência é uma arena de artífices
para estorvar o destino a chegar ao nosso
propósito dele.

Henrique as nossas vivências são fruto de um destino só nosso mas que tem pareceria com quem nos está próximo. Todos nos trazem algo, mas será que conseguimos sempre ver o que nos trazem?

Um bom poema introspectivo,num estilo que aprecio imenso. E Morrer de Pé será antes de mais a ligação aos mais altos valores que nos são intrínsecos, num olhar para cima

beijo

Matilde D'ônix

imagem de Henrique

Re: MORRER DE PÉ p/ÔNIX

Sem usufruirmos das coisas não saberemos qual o seu sabor, valor ou a sua verdade.

Temos de arriscar em dar o beneficio da dúvida!!!

Então depois veremos!!!

:-)

imagem de marialds

Re: MORRER DE PÉ

Título "Morrer de Pé", poema transborda vida.
Lindo adorei.

imagem de Henrique

Re: MORRER DE PÉ

Morrer de pé é viver para lá de tudo!!!

imagem de mariamateus

Re: MORRER DE PÉ

Henrique :-) :-)

Excelente poema...

Tens, o dom das palavras na ponta dos dedos!

Pois és como as árvores, vais crescendo,crescendo,

E... morrerás de pé,
tal como elas!

Continuas o meu poeta predilecto!
;-)

Tua fã!

mm

imagem de Betofelix

Re: MORRER DE PÉ

Ainda é melhor morrer de pé, do que fugindo da vida...

Boa poesia novamente... Abraço.

imagem de Nanda

Re: MORRER DE PÉ

Henrique,
Morrer de pé é um privilégio dos seres de boa-fé e boas práticas, valores que se sentem na tua personalidade, através da leitura dos teus poemas.
Beijo
Nanda

imagem de MarneDulinski

Re: MORRER DE PÉ

LINDO POEMA, GOSTEI NO TODO!

Boa-fé,
é onde caduca o infinito
que me educa olhar em frente
e morrer de pé.

Meus parabéns,
Marne

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: MORRER DE PÉ

Parabéns pelo belo poema.

Um abraço,
REF

imagem de gladysgimenez

Re: MORRER DE PÉ

Henrique, brinda-nos com mais um belo poema. Parabéns!!Abrassss

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 5.736 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.581 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.783 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.459 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.290 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.142 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.122 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.942 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.800 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.956 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.515 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.500 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.786 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.147 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.437 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.980 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.990 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.003 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.141 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.649 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.618 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.547 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.563 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.843 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.834 01/16/2015 - 20:47 Português