CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

MORRERAM MEUS POEMAS

Um problema informático
assassinou os meus poemas,
foram dizimados
pelo nada que restou deles.

Tiveram morte imediata,
não disseram ai nem ui.

Talvez não tenham sofrido.

Todo eu poeta estou de luto.

Todo eu poeta choro por dentro.

Escreverei outros
mas aqueles foram declamados
pela voz da morte
que os levou do colo da minha alma.

:-(

Submited by

domingo, agosto 9, 2009 - 19:00

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de ÔNIX

Re: MORRERAM MEUS POEMAS

Gostei deste teu grito poético, mas que ficou o poeta ficou

Adorei o poema

Beijos

Dolores

imagem de marialds

Re: MORRERAM MEUS POEMAS

És um poeta, de uma má notícia, fizeste uma poesia.
Mas não devemos confiar em computadores, eles foram criados a imagem e semelhança do homem(humanidade) e ve quantas falhas temos.
Tenho a certeza que teus novos poemas seram mais lindos dos que de antes.
Alento amigo.

imagem de IsabelPinto

Re: MORRERAM MEUS POEMAS

Esses (os que morreram) não tiveram um fim tão triste ...foram declamados pela morte (pela vida) o que interessa é que alguém os sentiu :-)
Tenho a certeza que a tua obra literária não teminou aqui :-)
Bjs
IC

imagem de Mpiosso-ye-kongo

Re: MORRERAM MEUS POEMAS

SINTO MUITO...
MAIS ´´É A DINÁMICA DA VIDA.
MESMO QUE OS ESCRITOS DESAPAREÇAM A VIDA CONTINUA.

imagem de PedroDuBois

Re: MORRERAM MEUS POEMAS

Se metaforicamente, já dói, Henrique, a realidade crueliza a perda: quem serei eu sem meus escritos: como recomeçar depois do que já fui? como retornar aos sentidos e significados dos versos agora extintos: quem me diz respeito? Belos versos, ainda assim. Abraços, Pedro.

imagem de MarneDulinski

Re: MORRERAM MEUS POEMAS

Mestre Henrique!

Me somo a sua tristeza, porque algo parecido aconteceu comigo aqui, um comentário que fiz, lá do fundo do meu coração, talvez o meu melhor comentário, e foi pro saco!
Fiquei triste, mas a poesia continua e os Poetas bons como você também!
Nova Poesias, virão, e suas lágrimas secarão, verão!

MarneDulinski

imagem de KeilaPatricia

Re: MORRERAM MEUS POEMAS

:-(
Que triste...

E sempre bom ter copias de seguranças

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.041 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.629 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.242 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.151 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.999 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.019 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.705 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.694 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.444 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.842 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.284 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.375 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.643 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.860 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.194 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.877 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.768 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.776 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.933 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.566 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.473 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.396 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.434 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.767 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.673 01/16/2015 - 20:47 Português