CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O DESTINO É UM MOINHO:

O destino
é um moinho
movido por quatro ventos,

CRIAR,

DESTRUIR,

AMAR,

ODIAR.

Depois então,
esse moinho vai moer o tempo
em pó ao vento que escolhermos.

Submited by

quarta-feira, dezembro 16, 2009 - 01:26

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de jopeman

Re: O DESTINO É UM MOINHO:

O destino flutua ao sabor do vento, não do mundo, do que sopra das nossas intermitências.

Mto bom

Abraço

imagem de ÔNIX

Re: O DESTINO É UM MOINHO:

Henrique,

Este é o mundo que nos acolhe e que nós escolhemos para viver.

Sentimentos, emoções, uma colorida faceta em que o ódio toma conta de nós e depois o nosso ego que gosta de ser bem alimentado. Assim somos nós, até ao veredicto final

Gostei do teu poema

beijos

Matilde D'ônix

imagem de MarneDulinski

Re: O DESTINO É UM MOINHO:

LINDO GOSTEI!
É UM MODO E UM JEITO, DE VER E VIVER A VIDA!

Meus parabéns,
Marnedulinski

imagem de Librisscriptaest

Re: O DESTINO É UM MOINHO:

Aquilo q escreve, para além da qualidade literária, transporta o leitor para introspecções e analises profundas!
Beijinhos em si, Henrique!

imagem de marialds

Re: O DESTINO É UM MOINHO:

Realmente a vida é assim, quatro verbos,um vento e um soprar.
Lindo, parabens!

imagem de Gisa

Re: O DESTINO É UM MOINHO:

Tem razão Henrique, então vamos amar e criar, é o melhor a se fazer. Abraços

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: O DESTINO É UM MOINHO:

Acho este poema um pouco "quixotesco".

Muito bom.

Um abraço,
REF

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.052 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.632 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.246 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.152 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.006 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.020 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.709 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.698 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.457 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.845 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.292 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.376 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.647 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.861 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.202 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.878 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.772 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.780 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.940 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.566 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.478 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.399 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.437 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.769 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.677 01/16/2015 - 20:47 Português