CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

POEMA VIRGEM

Destravo sem fingir sentimentos sinónimos
de confissões quentes de poeta,
nos tons suaves da minha voz com palavras
românticas de poemas virgens,
um abuso fiel do ser que sou no profundo
de quem quero ser.

Abalo o silêncio que me oculta
por de trás da minha muralha de homem
que cavalheiro ouso falar,
na ribalta poética de sensações
que desenganam a minha loucura
inundada pelo elogio à beleza,
que um corpo feminino
expõe aos meus instintos que devoram
intimamente o volume da tentação
hospedada no olhar de uma mulher
bela.

Aventuro-me nas ondas do seu cabelo
cúmplice do sol radiando sensualidade
libertina,
surpreendendo o fruto proibido
dos meus desejos tomados de cio.

Embarco na subtileza das suas mãos,
que se passeiam em harmonia
com o que o meu corpo quer
e rumo sem absurdo ao seu colo
numa massagem intensa de glamour...

Submited by

quinta-feira, outubro 16, 2008 - 23:59

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 7 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de Henrique

Re: POEMA VIRGEM

A paixão é loucura, é um fogo posto na alma!

:-)

imagem de zizo

Re: POEMA VIRGEM

Glamour e paixão!
Harmonioso e surpreendente como o fruto proibido.
Saiu bem!

Abraço

imagem de IsabelPinto

Re: POEMA VIRGEM

Poema intenso e complexo:)
Gostei de te ler!
Bjs
IC

imagem de nomada

Re: POEMA VIRGEM

"cúmplice do sol radiando sensualidade libertina"... todo o teu poema irradia essa sensação.
Gostei de devorá-lo.

Abraço!

imagem de Anonymous

Re: POEMA VIRGEM

uau!!! todo ele é desejo...sedução...glamour!
Superbe!
Adorei!

breizh

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.067 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.638 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.260 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.156 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.009 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.021 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.715 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.703 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.471 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.851 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.304 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.380 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.651 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.867 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.209 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.881 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.776 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.784 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.947 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.568 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.481 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.402 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.439 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.774 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.687 01/16/2015 - 20:47 Português