CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

POR ENTRE SUSPIROS E AIS

A solidão é a companhia
Infiel sempre a meu lado
Esgota o sabor da noite e do dia
Cansando o meu corpo parado

A solidão é sólida no acontecer
E evidente num breve chorar
É ganho sempre a perder
Na conquista do meu continuar

Estar só não garante existência
Por entre suspiros e ais
Jardinando a demência
Nos espinhos de querer mais

A solidão destroça a alma
Num profundo que desespera
Num pântano sem calma
Um amargo de boca nesta espera

Submited by

quarta-feira, julho 8, 2009 - 01:10

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 23 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34815

Comentários

imagem de mariamateus

Re: POR ENTRE SUSPIROS E AIS

A solidão destroça a alma
Num profundo que desespera
Num pântano sem calma
Um amargo de boca nesta espera

Lindo este poema
meu poeta favorito :oops: Mas poque te sentes
na solidão? áh já sei!!! és Poeta tá tudo
dito!! :hammer:

Beijinho :-o

imagem de marialds

Re: POR ENTRE SUSPIROS E AIS

A solidão é difícil, mas pode ser muito bom, depende com sentes ela.
Parabens, muito bom.

imagem de analyra

Re: POR ENTRE SUSPIROS E AIS

"A solidão destroça a alma
Num profundo que desespera
Num pântano sem calma
Um amargo de boca nesta espera"
Gostei muito.
Grande abraço.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 6.485 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 39.070 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 2.432 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 3.094 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 3.004 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.823 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.937 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 3.672 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 2.393 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 2.702 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 3.148 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 3.091 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 2.511 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.778 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 3.180 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 2.699 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 2.709 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.514 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.652 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 2.293 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 2.044 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 3.162 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 2.179 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 2.484 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 2.468 01/16/2015 - 20:47 Português