CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

INTERNETI

Interneti

 

Ê na sei nada da interneti,

Na sei o que ela prometi,

Ouvi dizer que é muito bonito,

Se na saber burro fico.

 

Fui à da minha vizinha,

Que ela tem lá essa coisinha,

Fui le pedir para ver,

O que há lá para eu saber.

 

Ela ligou o computadori,

Que me causou furori,

Tantas coisas que lá tem,

Ê na sei de onde vem.

 

Tanta coisa quê  lá vi

Até no mari ê mexi,

Mas na fiqui molhado,

Fiqui meio aparvalhado.

 

Aquilo tem tanta coisa lá dentro,

Queê já na sei o que penso,

Uma mánica tam pequenina,

Tem gente pobre e gente fina.

 

Mas fiqui muito curioso,

E então para me dar gozo,

Ela mostrou mulheres nuas,

E homens com as gazuas.

 

Era por cima era por baxo,

Me Deus o que é quê faço?

Na aquenti mais agarro –me a ela,

Fazemos o memo, coisa tão bela.

 

Fizemos tantas coisas diferentis,

Que até me caírem os dentis,

Ela comeu a minha gazua,

E eu comi a coisa sua.

 

Fui para casa cheio de vontadi,

De fazer o memo com a minha Saudadi,

Mas ela na quis fazer nada,

Ficou muito envergonhada.

 

Então a minha vezinha,

Como na tem home e vive sozinha,

Com o seu computadori,

Começamos a fazer o nosso amori.

 

 

Tavira, 16 de Março de 2011 - Estêvão

 

Submited by

sábado, março 24, 2012 - 11:49

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 11 semanas 5 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Erótico LINDAS PERNAS 0 1.506 04/20/2016 - 08:40 Português
Prosas/Pensamentos REFLEXÃO 0 213 04/13/2016 - 10:42 Português
Poesia/Meditação O VENTO BATE À JANELA 0 1.038 04/13/2016 - 10:27 Português
Prosas/Pensamentos A VIDA 0 201 04/06/2016 - 09:12 Português
Poesia/Dedicado AR É VIDA 0 321 04/06/2016 - 08:56 Português
Poesia/Meditação NADA ME PERTENCE 2 676 03/31/2016 - 09:22 Português
Prosas/Pensamentos AURÉOLA 0 544 03/30/2016 - 09:59 Português
Prosas/Pensamentos UM TROVÃO 0 308 03/23/2016 - 10:09 Português
Poesia/Meditação SE NÃO SE PLANTAR 0 408 03/23/2016 - 09:55 Português
Poesia/Dedicado O GOSTO DE APRENDER E ENSINAR 2 1.215 03/18/2016 - 10:32 Português
Prosas/Pensamentos A TERRA 0 274 03/16/2016 - 10:51 Português
Prosas/Outros ATÉ O MAR 0 357 03/09/2016 - 11:33 Português
Poesia/Intervenção A DESGRAÇA DE UMA NAÇÃO 0 767 03/09/2016 - 11:28 Português
Poesia/Dedicado A MÚSICA 2 468 03/06/2016 - 12:06 Português
Poesia/Meditação ERRAR É HUMANO 2 350 03/06/2016 - 12:03 Português
Prosas/Pensamentos HUMANOS 0 300 03/02/2016 - 10:27 Português
Poesia/Dedicado QUEM RIU DE MIM 0 546 02/24/2016 - 10:23 Português
Poesia/Meditação NUVENS PRETAS 0 289 02/17/2016 - 10:23 Português
Poesia/Amizade DORA 0 428 02/10/2016 - 14:51 Português
Poesia/Meditação POR FORA E POR DENTRO 0 448 01/27/2016 - 11:48 Português
Poesia/Intervenção QUEM TEM UNHAS 0 380 01/20/2016 - 10:09 Português
Poesia/Amor É UM SOFRER SEM QUERER 0 438 01/13/2016 - 10:13 Português
Poesia/Meditação VENCEDORES E VENCIDOS 0 550 01/06/2016 - 14:59 Português
Poesia/Meditação A CAÇA E O CAÇADOR 0 1.458 12/30/2015 - 09:58 Português
Poesia/Meditação SORTE 0 818 12/23/2015 - 14:55 Português