CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

VIOLINO

No tempo que nasci,
Encontrei apenas um VIOLINO. ….
Já envelhecido,
Apenas o distinguia como um “L”.
As notas eram de vento
No seu filamento, o som era puro,
Palavras sagradas voavam
Sobre mim…
Ensinavam-me tudo o que uma criança pode saber…
Assim cresci.
Um dia, o VIOLINO calou-se.
Aprendi a chorar,
Mas eu multipliquei-me.
A magia voltou,
O VIOLINO voltou a tocar,
As notas ao princípio, eram apenas uma brisa.
Mas dia após dia, também elas voaram.
Elas e eles cresciam,
Tanto esplendor…
Afinal, eu também tocava.
As minhas notas também voavam…
Descobri que criança é toda igual,
E eu também lá estava…
Invisível.
Também as minhas iriam descobrir,
Que cada nota de nada vale…
Só juntas fazem milagres.
Fazem melodias,
Fazem famílias de notas,
Onde o som não é tudo.
Haverá dias, que o som se tornará apenas num toque,
E o amor será o seu guia
Onde apenas o belo tem som.
Mas eles crescem…
Cada dia são menos meus.
Como ensinar tudo?
Falar dos Deuses?
Ulisses,
Ele também ouviu notas falsas,
Mas o mar ainda é o mesmo.
Mas “estes marinheiros” ,
São meus…
Navegando em naus de BONDADE,
As cordas são notas da minha vida.
Passadas fio a fio com o saber do passado,
Experiências sempre entrelaçadas com o AMAR,
Serão elas capazes de resistir em continuar a navegar?
É tarde para mudar de oceano…
Resta-me que guardem o VIOLINO,
As notas continuam a ser de vento.
Serão sempre notas livres,
Terão lágrimas de SANGUE e SUOR,
Onde os “homens” que eu vi crescer,
Possam sem vergonha oferecê-las dizendo:
– São notas de família.
– São notas LIVRES e BELAS,
E de dentro do seu interior,
Todas as notas soarão a BELO.
Eu, poderei então colocar lá no alto uma cruz.
Também ela BELA,
E com palavras BELAS deixo escrito:
- Aqui, viveu um VIOLINO…
Com ele, aprendi a chorar em silêncio,
Mas de dentro dele,
Saíram todas as palavras belas
Que transformaram gerações de palavra em palavra.
Hoje, poderei partir em paz.
Hoje tudo será BELO.

Submited by

sábado, julho 18, 2009 - 16:45

Poesia :

No votes yet

JoseLuisLopes

imagem de JoseLuisLopes
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 14 semanas
Membro desde: 06/28/2009
Conteúdos:
Pontos: 164

Comentários

imagem de Henrique

Re: VIOLINO

Bem escrito e inspirado, gostei!!! :-)

imagem de Conchinha

Re: VIOLINO

muito bom poema, que nos deixa uma mensagem forte e espaço para interpretação.
Abraço

imagem de ÔNIX

Re: VIOLINO

Um caminho diversificado o nosso. Movemo-nos de lá para cá e de cá para cá, num movimento uniforme, apesar da grande alteração que damos às formas vivas e algumas adormecidas. Há sempre um novo ciclo que há-de vir. E vibramos no tom certo em qualquer lugar, no espaço e no tempo...

Será que me vou sem ir?.
Será que passo o meu tempo dentro de um outro que há-de vir?

Como sempre as tuas palavras tocam o inifinto de mim

Beijos e bom Domingo

Dolores

imagem de marcodias

Re: VIOLINO

Abraça-os; os teus entes queridos e o teu violino
e não temas o que aí vem, pois parece que é só paz o que Há além...
Gostei deste teu gentil e sincero desabafo.
Abraço.

imagem de KeilaPatricia

Re: VIOLINO

"Aqui, viveu um VIOLINO…
Com ele, aprendi a chorar em silêncio,
Mas de dentro dele,
Saíram todas as palavras belas
Que transformaram gerações de palavra em palavra.
Hoje, poderei partir em paz.
Hoje tudo será BELO."

Belo

amei...

imagem de MarneDulinski

Re: VIOLINO

Belo, lindo, gostei!
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of JoseLuisLopes

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/ - Solidão 0 405 11/24/2010 - 00:39 Português
Poesia/Aforismo VERGONHA 3 224 03/14/2010 - 16:10 Português
Poesia/Aforismo VIOLINO 6 187 03/12/2010 - 19:33 Português
Poesia/Geral Semente sou, semente serei 6 152 03/03/2010 - 22:00 Português
Poesia/Aforismo O Grito 9 296 02/02/2010 - 16:11 Português
Poesia/Geral O Outro 18 259 01/23/2010 - 20:46 Português
Poesia/Aforismo Eu quero que seja Natal 5 178 12/14/2009 - 01:47 Português
Poesia/Geral Putrefacção 14 254 12/05/2009 - 23:13 Português
Prosas/Pensamentos Luxúria das palavras 4 153 12/01/2009 - 00:48 Português
Prosas/Pensamentos Ciúme – Dança do Cortejo 4 208 11/13/2009 - 15:36 Português
Poesia/Dedicado Poema infantil - I 10 248 11/12/2009 - 22:40 Português
Poesia/Amor 25 10 305 11/05/2009 - 19:59 Português
Poesia/Dedicado Deixa lá 6 203 11/05/2009 - 19:56 Português
Poesia/Meditação Celebração da vida 12 267 11/05/2009 - 19:37 Português
Poesia/Amizade Notas soltas 8 271 11/05/2009 - 18:40 Português
Poesia/Aforismo Teatro 10 224 10/25/2009 - 18:17 Português
Poesia/Desilusão A Espiga 6 263 08/08/2009 - 17:49 Português
Poesia/Tristeza PAI - Uma Forma de Perdão 8 187 08/03/2009 - 00:14 Português
Poesia/Meditação PALAVRAS DO POETA 19 264 08/02/2009 - 19:10 Português