CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Espiga

Era um fedelho
Numa escola e tanto,
Pintou apenas uma tela
Entre tantas
Naquela sala enorme.
Mas ele,
Sem arte nem pincéis
No meio dos artistas abastados
Com paletas de cores,
Com mais de mil e muitas
Só conhecia duas:
A preta, amiga da dor
E a amarela, amiga do sol.
Para tão pouca imaginação
O fedelho apenas sabia de onde vinha o pão
Que o diabo amassou.
Do negro, saiu a espiga
Pintada de amarelo.
Tinha esperança de ser Rainha
Apenas por um dia,
Talvez até menos!
Bastava apenas um beijo
E o fedelho diria que apenas com uma tela Negra
Nasciam espigas amigas do sol
Que mais não eram do que carinhos.
O fedelho, ali ficou sentado na esperança
Que a Nascente aparecesse a luz.
Esperou, esperou, e assim morreu a primeira espiga
Amiga do Fedelho.

Submited by

quarta-feira, agosto 5, 2009 - 23:04

Poesia :

No votes yet

JoseLuisLopes

imagem de JoseLuisLopes
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 8 semanas
Membro desde: 06/28/2009
Conteúdos:
Pontos: 164

Comentários

imagem de Conchinha

Re: A Espiga

Bonita história.
Este poema apela à emoção, como já me aconteceu em outros da tua autoria.

Um abraço

imagem de JoseLuisLopes

Re: A Espiga

Caro amigo,

Muito obrigado pelas palavras maravilhosamente vestidas. Fico contente que a minha escrita provoque esse sentimento, é sinal que estamos a interagir.

Um Abraço

JLL

imagem de KeilaPatricia

Re: A Espiga

mt bom...

:-)

imagem de JoseLuisLopes

Re: A Espiga

Olá Keila!

Muito obrigado pela leitura e especialmente pelo carinho.

Beijo
JLL

imagem de Obscuramente

Re: A Espiga

Quem se atreve a sonhar num mundo adverso...

E quem consegue esperar mais que o finito, quando tudo o que viu.... morreu...

Bom poema.

Abraço...

imagem de JoseLuisLopes

Re: A Espiga

Caro amigo!

Quando somos crianças somos capazes de sonhar com tudo e acreditar no dobro.

Sem contar chega a desilusão, mas mesmo assim somos capazes de ultrapassar e continuar a vida com novos sonhos.

Um abraço

JLL

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of JoseLuisLopes

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/ - Solidão 0 397 11/23/2010 - 23:39 Português
Poesia/Aforismo VERGONHA 3 213 03/14/2010 - 15:10 Português
Poesia/Aforismo VIOLINO 6 184 03/12/2010 - 18:33 Português
Poesia/Geral Semente sou, semente serei 6 145 03/03/2010 - 21:00 Português
Poesia/Aforismo O Grito 9 292 02/02/2010 - 15:11 Português
Poesia/Geral O Outro 18 254 01/23/2010 - 19:46 Português
Poesia/Aforismo Eu quero que seja Natal 5 171 12/14/2009 - 00:47 Português
Poesia/Geral Putrefacção 14 248 12/05/2009 - 22:13 Português
Prosas/Pensamentos Luxúria das palavras 4 143 11/30/2009 - 23:48 Português
Prosas/Pensamentos Ciúme – Dança do Cortejo 4 202 11/13/2009 - 14:36 Português
Poesia/Dedicado Poema infantil - I 10 241 11/12/2009 - 21:40 Português
Poesia/Amor 25 10 297 11/05/2009 - 18:59 Português
Poesia/Dedicado Deixa lá 6 197 11/05/2009 - 18:56 Português
Poesia/Meditação Celebração da vida 12 256 11/05/2009 - 18:37 Português
Poesia/Amizade Notas soltas 8 261 11/05/2009 - 17:40 Português
Poesia/Aforismo Teatro 10 219 10/25/2009 - 17:17 Português
Poesia/Desilusão A Espiga 6 257 08/08/2009 - 16:49 Português
Poesia/Tristeza PAI - Uma Forma de Perdão 8 183 08/02/2009 - 23:14 Português
Poesia/Meditação PALAVRAS DO POETA 19 255 08/02/2009 - 18:10 Português