CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ablução

Consegui ignorar-te pela primeira vez
Depois de tanto tempo e lutas interiores
De lágrimas caídas
De noites interrompidas
Já nada tenho para te dizer
Já não desejo o teu abraço
Já não te quero tocar
Alguma vez entendeste o significado de humano
Alguma vez percebeste os meus beijos
O meu sorriso
O meu amplexo nu?
Alguma vez compreendeste a minha alma
A minha entrega de coração aberto?
Alguma vez entendeste o meu amor?
O que me dói
É que me tiveste
E nunca afinal me alcançaste!
Os teus lábios percorreram-me sem me sentirem
Por isso me renovo mergulhando o corpo despido
Nas águas escuras e calmas da foz
Transmuto o remanescente da minha emoção
E grito bem alto os delírios da alma feitos voz
Renascendo em rituais sagrados de ablução
E transformo a tua ausência em risos e sorrisos
Porque o mar me envolve e enlaça
Sob as estrelas do céu nocturno celeste
Me beija e me afaga
Como tu nunca o fizeste!

Submited by

segunda-feira, agosto 4, 2008 - 10:54

Poesia :

No votes yet

AnaMaria

imagem de AnaMaria
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 51 semanas
Membro desde: 05/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 431

Comentários

imagem de Henrique

Re: Ablução

As fronteiras do infinito que só o poeta abrange!

:-)

imagem de Andarilhus

Re: Ablução

Grandes lutas se travam para recuperarmos a nossa auto-estima, vencermos as "submissões" e reaprendermos a ser como sempre fomos mas que, entretanto, nos alheamos por entrega a alguém.
Cansados, chegamos finalmente ao grito da revolta assumida. E dá-se então o milagre do nosso próprio reencontro. É um momento singular e extremamente sublime e forte, tal como o é este poema. Uma vénia dedicada à escritora e à escrita.
"(º0º)"

imagem de zizo

Re: Ablução

O renovar do sentir é o renovar da alma e dos sentidos. Amor a rodos passeia no seu poema AnaMaria.
Bjs

imagem de AnaMaria

Re: Ablução

Carlos!
Adorei a forma como analisou o meu poema! Nunca o mandarei calar, mesmo que faça uma crítica negativa ao que escrevo! (o que nem me parece ser neste momento o caso)
Conseguiu captar e definir as minhas estratégias que bailam entre o dar-me e o criticar-me! Entre o voar e pousar!
Realmente é como se tivesse necessidade de contar um enredo e colocar-lhe um final, nem sempre de sonho.
Não me considero uma romântica!
Penso que a minha poesia é sobretudo um grito de liberdade. E neste grito incluem-se revoltas, inconformidades, revoluções interiores, dualidades!

Agradeço-lhe sinceramente o comentário!
Abraço

imagem de IsabelPinto

Re: Ablução

A vida é composta por encantos e desencantos (a dualidade sempre presente) que nos marca e nos faz seguir em frente.
Gostei imenso do teu poema:)
Beijinhos
IC

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AnaMaria

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Amor e paixão 5 655 02/19/2012 - 13:00 Português
Videos/Perfil 135 0 885 11/24/2010 - 22:48 Português
Fotos/ - 367 0 830 11/24/2010 - 00:35 Português
Fotos/ - 360 0 911 11/24/2010 - 00:35 Português
Fotos/ - 359 0 880 11/24/2010 - 00:35 Português
Fotos/ - 366 0 1.012 11/24/2010 - 00:35 Português
Poesia/Meditação Castelos de ilusões 3 471 02/27/2010 - 21:32 Português
Poesia/Tristeza Ausência 6 593 02/27/2010 - 20:16 Português
Poesia/Tristeza Lua de afectos 4 562 02/27/2010 - 20:10 Português
Poesia/Desilusão Bússula esquecida 6 546 02/27/2010 - 19:37 Português
Poesia/Meditação Desventura 3 561 02/27/2010 - 19:33 Português
Poesia/Meditação Veias de sangue e tinta 2 500 02/27/2010 - 16:21 Português
Poesia/Tristeza Caminhar 4 567 02/27/2010 - 15:37 Português
Poesia/Aforismo Ablução 5 640 02/26/2010 - 19:18 Português
Poesia/Dedicado Perdoa! 4 652 02/26/2010 - 18:54 Português
Poesia/Amor O esvoaçar da tua voz 3 404 02/26/2010 - 18:20 Português
Poesia/Paixão Quebra-cabeças 4 355 02/26/2010 - 18:08 Português
Poesia/Tristeza Vida inacabada 2 465 02/26/2010 - 18:02 Português
Poesia/Dedicado Beijo de liberdade 3 532 02/26/2010 - 14:49 Português
Poesia/Amor Saudades do teu abraço 3 408 02/26/2010 - 14:46 Português
Poesia/Amizade Só a mim pertenço!... (Vony Ferreira e Ana Maria Oliveira) 4 500 02/26/2010 - 14:44 Português
Poesia/Meditação Silêncio e paz 4 475 02/26/2010 - 14:38 Português
Poesia/Dedicado Se um dia... Mulher! 3 584 02/26/2010 - 14:31 Português
Poesia/Dedicado Perdão 2 484 02/26/2010 - 14:27 Português
Poesia/Amizade Repousa no meu ombro 2 682 02/26/2010 - 14:23 Português