CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ADÃO PANTUFAS DO DIABO

Má-língua.

Tacanha estima,
onde se roça o ódio torcido
na distância dos olhos demorados no infinito.

Verde aflito num azul longínquo.

Audaz injúria,
tamanha tocha sem lume,
desune o fruto do seu sabor tenro.

Segredam salivas
na multidão cega a estupidez.

Repugnante elástico
nos vomita ao ouvido a mentira.

Imatura praga,
detritos sem castigo inteligível,
mudez objecto da nudez do nada.

Mães enxertadas
no esquecimento da inocência,
filhos pecados na floresta do afastamento.

Gozos surripiados,
palavras escondidas na desordem do vazio.

Tépido mal,
abismos de sangue
lapidam a ferida contrária ao amor.

Inversos da alma,
desertos de orgulho aprisionam a luz,
desventurada ira opõe o corpo ao medo.

Obscenos acenos,
alforge de gostos castos,
incontinentes futilidades serenas,
transbordam venenos babados de cólera.

Estrelas severas
encandeiam pastos densos,
ventos de amargura semeiam migalhas
de sombras que colhem o desdém da língua.

Bafam as mãos ao rosto
cócigas de dor perdida dos limites,
desvairadamente borda fora a perda.

Mata-te,
arrasta-te pela lama,
liberta-te da cultura ímpia.

Emprenha-te da vida,
renasce daquilo que tornaste cinza.

Ressuscita
e terás o meu perdão.

Adão pantufas do Diabo…

Submited by

domingo, maio 9, 2010 - 01:28

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de marialds

Re: ADÃO PANTUFAS DO DIABO

Uma desilusão retrato de uma perda.
Destaco:

"Bafam as mãos ao rosto
cócigas de dor perdida dos limites,
desvairadamente borda fora a perda."

Uma grande perda e te revoltas com 'Adão pantufas do diabo...'
Todos os Adões tem deslusões e ilusões.
Lindo poema.

imagem de vitor

Re: ADÃO PANTUFAS DO DIABO

Má língua...
...salivas dos que distorcem a palavra...
Não conseguem habitar em cada um de nós, senão para levar a água ao seu moinho, se cada um deles não se transformar num Adão.
Pode faltar o amor... mas o ódio é essencial e nunca poderá deixar de existir... é ele a balança...
Assim se conduz as ovelhas, e seu pastor o lobo... neste caso - Adão pantufas com pézinhos de lã...
Adão pantufas do diabo.

Vibro com este tipo de poesia em forma de análise e crítica e que faz creio a todos a reflectir.
Mais uma vez Henrique, esta arte em forma poética só poderia ter vindo de ti.
Mais uma vez sem palavras que consiga adjectivar com justiça o teu enorme talento.

Abraço.
Vitor.

imagem de brunoteenager

Re: ADÃO PANTUFAS DO DIABO

Diz da línuga de um réptil bifurcada nos interesses vis.
Parabéns pela crua metáfora! A "pantufa" é o submeter-se aos pés do nada.

Sua luz esclarecedora paga à leitura um valor agregado.
Quem o ler entenderá de fato a raiz que tem toda a mentira.

Sempre alguém que dela precisar e precisa vai usar e desdizer outro alguém.

Grande abraço, amigo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.027 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.624 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.233 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.149 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.995 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.013 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.696 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.691 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.436 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.835 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.275 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.370 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.636 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.851 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.189 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.874 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.763 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.768 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.931 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.563 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.469 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.393 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.433 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.763 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.667 01/16/2015 - 20:47 Português