CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

QUE NUM MOVIMENTO, ME ARRANQUE DE TI…

 

 

 

 

...ME ARRANQUE DE TI...

 

CORPO
…Que me toque
Me revolte e revire
Até ao âmago…
…Do limite...

 

Que desenraíze de mim
A sensível insensatez
Que arranque de uma só vez
As cordas deste bandolim…

Que a tempo desvaneça
Me arranque do ser
Este desejo de ter
Adormecida, que a memória esmoreça…

 

Que me volte
Que me vire
E dessa espiral me tire...

O CORPO
…Que me livre e solte...
...Deste vício…
Quente...
    Suplicio…
                          :
                          :
                          :
                          :
                          :
                          :
                                                  :…de TI… ....    
                                                                        :
                                                                        :
                                                                        :
                                                                        

                                                                                       http://www.worldartfriends.com/store/1289-rzorpa-meu-amor.html

Submited by

segunda-feira, outubro 31, 2011 - 23:35

Poesia :

Your rating: None (8 votes)

RZorpa

imagem de RZorpa
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 49 semanas
Membro desde: 06/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 685

Comentários

imagem de Teresa Almeida

Um bandolim que toca de acesa

Um bandolim que toca de acesa paixão.

Uma fragância de amor que sobe em espiral.

Parabéns POETA!

Um grande Xi Coração.

imagem de Adolfo

Além dos limites... De um

Além dos limites... De um corpo: é quando o anseio de uma alma pelo toque de outra a alcança.

 

Feito já disse Diana Mello "sublime".

imagem de MariaButterfly

A memória que ainda

A memória que ainda perdura
Como toque, cheiro...
Desejo.
Que desse  sentir , o tempo leve...
Mas...sempre será lembrado...

Um poema de paixão intensa.
Gostei muito, do poema e forma como está escrito.

Beijo

 

imagem de Mydeepsoul

Ao ler-te neste poema…

Ao ler-te neste poema… senti-me completamente desarmada… inebriada… fez-me “voar” para um qualquer lado desconhecido…  tão belo, intenso… não consigo exprimir em palavras, jamais seria fiel ao turbilhão de emoções que me arrastou…

Tenho de dizer-te que as tuas palavras viciam-me…

Obrigada…

imagem de SuzeteBrainer

Caro amigo, Que belo poema

Caro amigo,

Que belo poema inscrito em teu estilo intimista,no qual desnuda a chama do desejo numa força resistente e paradoxalmente envolvente, numa entrega absoluta e magnetizante.

Belíssimo!

Grande abraçosmiley

imagem de apsferreira

O delírio do

O delírio do desejo intenso

sufoca a Alma - deixa-a em

verdadeira agonia...

Belo texto,

:-)

imagem de RZorpa

Caro Albano, Tenho para mim,

Caro Albano,

Tenho para mim, que o desejo é uma energia incontornável... 

Tudo é permitido, menos o imobilismo na sua canalização e direcionamento

É uma força que move inconscientemente e muitas vezes se sobrepoe à vontade racional...

Agonia sim, quando não sabemos gerir emocionalmente, essa energia...

Muito obrigado pelo seu estimulante comentário.

 

Rzorpa

imagem de DianaMello

Sublime

Sublime

imagem de RZorpa

Obrigado, Diana :). Mas

Obrigado, Diana :). Mas sublime, sublime é saber-me lido e entendido. Essas sim, as partes sublimes para quem escrevinha... Obrigado pelo teu tempo!

Rui

 

imagem de joanadarc

És a minha musa inspiradora

Há uns tempos atrás, alguém se referia às tuas musas inspiradoras, certo?

Pois bem, mas o que faltaram referir é que tu mesmo és uma fonte interminável de inspiração, seja ele ou ela o inspirado, tu tocas, tu fazes sentir cada toque do teu infinito ser, é quase como aquele efeito no charco, da pinga que cai, e a onda vai crescendo em volta...Há por ai muita gente invejosa, do teu poder, meu caro, mas também desejosa, do teu amor...

 

 

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of RZorpa

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado PORQUE HOJE, TE BEIJARIA SEM FIM... 4 1.131 05/10/2012 - 19:23 Português
Poesia/Dedicado "MEU AMOR?"... MAIS QUE UM LIVRO! 19 2.620 02/23/2012 - 12:22 Português
Poesia/Dedicado A TI, DESTINADO PERFUME... 7 1.272 02/05/2012 - 17:41 Português
Poesia/Dedicado CUMPLICE QUE ME ROUBAS A DOR… 6 1.688 01/02/2012 - 02:02 Português
Poesia/Dedicado EM LOUCOS DEVANEIOS FRENTE AO POETA, SENTADO... 22 2.225 11/29/2011 - 06:12 Português
Videos/Poesia ETERNAMENTE... 6 1.903 11/28/2011 - 14:19 Português
Fotos/Eventos "Meu Amor?" - TODOS SERÃO POUCOS... 6 1.831 11/16/2011 - 05:57 Português
Poesia/Dedicado QUE NUM MOVIMENTO, ME ARRANQUE DE TI… 11 1.887 11/16/2011 - 05:38 Português
Poesia/Dedicado TODOS SERÃO POUCOS... MAS CADA ABRAÇO, TERÁ O TAMANHO DO MUNDO! 17 1.700 11/01/2011 - 15:36 Português
Poesia/Dedicado SINTO MUITO, MEU AMOR... 3 1.626 10/31/2011 - 01:20 Português
Poesia/Dedicado O TODO - Corpo e Alma...! 39 3.552 10/25/2011 - 00:49 Português
Fotos/Outros MEU AMOR? 8 1.674 10/22/2011 - 18:00 Português
Poesia/Dedicado ALBUFEIRA, A LAGOA ONDE O SONHO SE PÔS, COM O SOL… 2 1.429 10/18/2011 - 07:40 Português
Poesia/Dedicado O PASSO A PASSO DE UM TODO - O mais importante dos passos 7 1.950 10/17/2011 - 21:43 Português
Poesia/Amor O PASSO A PASSO DE UM TODO - Fragmentos 8 1.884 10/15/2011 - 17:41 Português
Poesia/Amor O PASSO A PASSO DE UM TODO - Post Scriptum 6 1.143 10/10/2011 - 03:07 Português
Poesia/Dedicado O DESEJO QUE O MEU DESEJO TEM, DE TANTO DESEJAR… 15 2.680 10/10/2011 - 02:10 Português
Poesia/Amor O PASSO A PASSO DE UM TODO - O titulo 2 1.039 10/08/2011 - 07:16 Português
Poesia/Dedicado MARIA 6 1.484 10/06/2011 - 23:12 Português
Poesia/Dedicado E OS CORPOS... PORQUE SE ESCONDEM? 8 1.587 09/30/2011 - 07:41 Português
Poesia/Dedicado FIO QUE SE DESVANECE, DOENDO... 13 1.905 09/26/2011 - 07:29 Português
Poesia/Fantasia O PODER QUE O SONHO DÁ, DE SER… 6 1.166 09/22/2011 - 22:22 Português
Poesia/Dedicado NA VULNERABILIDADE DO SUPLÍCIO... 4 2.276 09/07/2011 - 02:49 Português
Poesia/Dedicado O QUE ME DIZ O VENTO, DAQUILO QUE O TEMPO TE DIRÁ … 0 1.624 09/05/2011 - 19:00 Português
Poesia/Dedicado UM DIA CHEGARÁ, EM QUE ATÉ O SONHO DESISTIRÁ… 1 1.370 08/25/2011 - 20:02 Português