CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Volátil - Parte I de III

 

                          Parte I - Contornos

 

Os contornos da chuva como sinos desprendidos da tua boca
sobrepõem-se aos lábios de pedra, edificados num rosto
submerso em acrópoles de risos, ampliados em versos-segredos
que sucumbiram nos dedos de lama tingidos pelos relâmpagos,
zumbindo como vespas ávidas de saciar uma tortura sem sentido.

 

O mundo volátil suspira com as brisas oxigenadas da tua voz
tão pacificamente doce quanto maquiavélica e sombria.
Sentado no universo, espera de braços esticados e firmes,
pela chegada da translação que derive as galáxias distantes
para o interior da chama alaranjada que arde finalmente.

                                   

                                       (...)

                                  rainbowsky

 

Nota: Parte II - http://worldartfriends.com/pt/club/poesia/vol%C3%A1til-parte-ii-de-iii

          Parte III - http://worldartfriends.com/pt/club/poesia/vol%C3%A1til-parte-iii-de-iii

 

Submited by

segunda-feira, novembro 21, 2011 - 14:38

Poesia :

Your rating: None (3 votes)

rainbowsky

imagem de rainbowsky
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 5 semanas
Membro desde: 02/20/2010
Conteúdos:
Pontos: 1944

Comentários

imagem de MariaButterfly

lábios mortos, que não

lábios mortos, que não sentem
és como estátua, edificada na minha mente.
onde os teus murmurios se ouvem, ainda...
desfizeste-te
és tortura, que me vai matando a pouco e pouco...
tua voz...ficou gravada,no espaço.

universo aonde ainda espero um abraço
ao Sol.

esta tua poesia ,esta melancólica, morbida,(no lado da beleza, claro) mas ao mesmo tempo  a espera.
e quem espera, tem Esperança.

Beijinhos
 

imagem de rainbowsky

melancolia

Olá linda!

Sim, são palavras melancólicas, e acima de tudo desiludidas que aqui transmito. MAs a vida é mesmo assim.

A esperança? Há sempre uma pequena luz, por mais ínfima que seja.

Beijo grande

 

imagem de nunomarques

Amigo Rain,Como sempre a tua

Amigo Rain,

Como sempre a tua poesia deixa-me de alma cheia. Cheia de emoções, de sentidos, de sentimentos, insuflada como um balão de ar quente, mas ao mesmo tempo reduzida a um ponto de luz intermitente, na imensidão de um universo replecto de vida.

"Sentado no universo, espera de braços esticados e firmes,
pela chegada da translação que derive as galáxias distantes
para o interior da chama alaranjada que arde finalmente."

És o mágico das palavras.

Abraço

 

imagem de rainbowsky

Olá amigo Nuno. É bom saber

Olá amigo Nuno.

É bom saber que a minha poesia te deixa de alma cheia. E descreveste bem o sentido em que ele foi escrito. Tu entendes.

Mágico nas palavras? Não diria tanto. Generosidade a tua, amigo!

Abraço

imagem de SuzeteBrainer

Olá Rainbowsky, Simplesmente

Olá Rainbowsky,

Simplesmente belíssimo!!!

Esse teu poema é para ser lido muitas vezes e assim mergulhando, na sua profundidade...

Abraçosmiley

imagem de rainbowsky

Obrigado

Olá Suzete!

Obrigado pelas palavras.

Sim é um poema profundo... a continuação já está disponível :)

Beijo.

 

rainbowsky

imagem de Odete Ferreira

Pura arte

Pura arte, amigo...

Uma imagética que vai para lá dos sentidos.

Criatividade, talento...

Difícil escolher as palavras, fácil será ler-te muitas mais vezes.

Bjo

imagem de rainbowsky

Obrigado

Olá amiga Odete.

Que bom chegar aqui e ter a honra de tais palavras.

Muito, muito obrigado.

É como um bálsamo para a alma ouvir palavras assim, mesmo que a essência do poema carregue tristeza. São momentos como este que continuam a fazer-me crer que vale sempre a pena ter esperança.

Grande beijo com carinho*

 

rainbowsky

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of rainbowsky

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Na dobra dos beijos 4 2.122 03/13/2018 - 16:46 Português
Poesia/Tristeza Aquela outra lágrima 11 974 03/10/2018 - 10:42 Português
Poesia/Dedicado Posso falar-te... 4 861 03/08/2018 - 18:10 Português
Fotos/Outros Grito de melancolia 1 2.435 03/08/2018 - 18:10 Português
Poesia/Tristeza Escreves ou não? 5 1.131 03/08/2018 - 18:08 Português
Poesia/Tristeza Frieza 3 1.326 02/27/2018 - 09:52 Português
Poesia/Intervenção Gestos relevantes 1 1.132 01/31/2012 - 00:02 Português
Poesia/Tristeza Mais que uma viagem 1 1.821 12/27/2011 - 00:44 Português
Poesia/Desilusão Volátil - Parte III de III 2 1.289 12/22/2011 - 14:59 Português
Poesia/Desilusão Volátil - Parte II de III 2 1.414 12/22/2011 - 14:41 Português
Culinária/Bolos TARTE DE MAÇÃ DO RAIN 1 1.528 11/28/2011 - 01:34 Português
Poesia/Desilusão Volátil - Parte I de III 8 1.661 11/23/2011 - 14:42 Português
Poesia/Tristeza Delírios 1 1.447 11/08/2011 - 19:42 Português
Poesia/Tristeza A verdade chega 3 1.523 11/01/2011 - 14:29 Português
Poesia/Tristeza A dimensão 1 1.628 10/27/2011 - 21:31 Português
Poesia/Tristeza Formas difíceis 3 1.533 10/25/2011 - 15:07 Português
Poesia/Tristeza Sanguessugas transversais 0 1.581 09/01/2011 - 21:12 Português
Poesia/Tristeza No avesso da alma 2 2.179 08/20/2011 - 23:27 Português
Poesia/Tristeza Luz fugitiva 2 2.294 08/15/2011 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza VIOLA ODORATA 1 2.657 08/06/2011 - 00:23 Português
Poesia/Pensamentos Murmúrio e subtileza 6 1.175 07/18/2011 - 19:44 Português
Poesia/Tristeza Sentimento 2 1.655 07/10/2011 - 12:52 Português
Poesia/Desilusão Correndo para o abismo 2 1.641 06/28/2011 - 00:52 Português
Poesia/Meditação O campo da alma 4 1.873 06/14/2011 - 12:32 Português
Poesia/Intervenção Défice geométrico 1 1.504 05/03/2011 - 22:49 Português