CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DESPEDIDA LENTA

Na
garganta
o travo amargo.

Na
alma
um morrer
a pouco e pouco.

Despedida lenta
que me corrói
os poros do corpo.

Tristes olhos.

Olhar seco em saudade.

Dor tão viva
quanto o repenicar
dos sinos em momentos
de agonia.

Grito de tão longe.

Desse longe
que a coruja pia
a sepultura
que
habitarei
um dia.

                                                                                                              Desço
                                                                                                                          
lentamente
                                                                                                                                                 os
                                                                                                                                                       degraus
                                                                                                                                                                       da
                                                                                                                                                                             vida.

 

Submited by

quarta-feira, maio 11, 2011 - 23:43

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

mariamateus

imagem de mariamateus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 18 horas
Membro desde: 02/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 2987

Comentários

imagem de MarneDulinski

DESPEDIDA LENTA

Triste e fúnebre poema, só posso dizer adeus!

Meus parabéns,

Marne

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariamateus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza SECOU O MAR ONDE EU ERA LUA 1 1.032 06/25/2011 - 17:28 Português
Poesia/Pensamentos FOLHAS DE OUTONO 1 775 06/21/2011 - 22:54 Português
Poesia/Pensamentos AMOR ENDIABRADO 1 959 06/21/2011 - 22:52 Português
Poesia/Pensamentos SONHAR-TE ACORDADA 1 635 06/21/2011 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos IR-ME LONGE 1 863 06/21/2011 - 22:49 Português
Poesia/Pensamentos OVACIONA MEU CORPO 1 645 06/21/2011 - 22:47 Português
Poesia/Amor ESTÁ ESCRITO NA LUA O MEU LUGAR CONTIGO 1 572 06/18/2011 - 20:29 Português
Poesia/Tristeza VERTIGEM ONDE JAZ MEU CORPO 3 848 06/16/2011 - 18:13 Português
Poesia/Amor QUANDO EU MORRER… 1 539 06/16/2011 - 18:11 Português
Poesia/Paixão DESCOMPASSADAMENTE 1 1.074 06/16/2011 - 13:48 Português
Poesia/Pensamentos Vou GRITAR!!! 0 707 06/16/2011 - 13:31 Português
Poesia/Pensamentos AMOR DE TANTOS PORQUÊS INACABADOS 0 667 06/16/2011 - 13:19 Português
Poesia/Amor SORRISO PERFEITO 0 726 06/15/2011 - 20:35 Português
Poesia/Fantasia ILUMINA-ME TU Ó SOL, FAZ-ME TUA LUA 1 573 06/14/2011 - 16:33 Português
Poesia/Paixão ETERNAMENTE TUA!!! 0 444 06/14/2011 - 13:36 Português
Poesia/Pensamentos LEMBRANÇAS ENTRE LENÇÓIS TRANSPIRADOS DE AMAR 0 940 06/14/2011 - 13:25 Português
Poesia/Pensamentos O MEU ECLIPSE 3 696 06/08/2011 - 17:31 Português
Poesia/Pensamentos VIVAMENTE MORTA! 6 823 06/08/2011 - 16:30 Português
Poesia/Amor TEIMOSIA A DOIS 4 864 06/08/2011 - 16:20 Português
Poesia/Pensamentos NA MARGEM DO ADEUS 2 580 06/08/2011 - 16:15 Português
Poesia/Dedicado ADEUS MEU PAI 2 1.812 06/08/2011 - 16:01 Português
Poesia/Pensamentos QUISERA EU SER VENTO 10 1.231 06/07/2011 - 19:31 Português
Poesia/Amor A NOITE POR MIM CAI 1 765 06/07/2011 - 18:14 Português
Poesia/Tristeza NUMA LÁGRIMA 1 347 06/06/2011 - 23:53 Português
Poesia/Pensamentos FLOR FRÁGIL 0 567 05/25/2011 - 23:19 Português