CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Dostet Darum!

 

     Ai, ai, Bruno Sanctus - indagou consigo mesma, enquanto franzia o cenho e o rosto vertia-se em sulcos de lembranças - por que você é tão complicado? Deste um giro de 720° em minha vida; foste o primeiro a acalentar-me entre os braços, com tamanha força e segurança que senti-me acolhida, sem que os músculos esboçassem vontade alguma de quebrar meus ossos. Fez-me conhecer lugares que jamais imaginei conhecer: cidades, países, artistas, filmes, livros, personagens, poemas. Sua voz é metrificada. Sua cabeça uma confusão: cheia de cores, imagens, frases, idéias, personagens. Você subverte toda a ordem. Faz todo o discorrer parecer com Xerazade, e eu, ai de mim, imploro para que não pare de falar, pois seus suspiros dão vida à noite oxidada, e espero que esta nunca termine. Ai, ai, Bruno Sanctus - mordeu de leve o lábio inferior e voltou a dissertar - ah poeta, o que tens n'alma? Sempre soube quando contornar a atmosfera com palavras ou quando deixar de ausência as mesmas. Você tem o espirito multifacetado: é homem, é menino e senil. O rosto da vicissitude. Mas, para quê os enteogenos? Eu te quero são. Te quero compartilhando a preguiça de segunda-feira, de pantufas, sob cobertores, inalando o vapor de chá quente,  assistindo algum filminho que por ora, torna-se desnecessário citar nome, comigo enlinhada em seus traços. Quero você, entorpecendo as luzes de neon dos motéis pelos quais tenhamos passados nas noites de domingo. Eu, contorcendo-me sobre você, gemendo alto e desmedidamente, desmetrificada, arranhando-o, mordendo-o. Ensopando os lençóis numa enxurrada de gozo e luxuria. Quero ouvir-me reclamando da sua barba hirsuta, enquanto, exausta, tento dormir e a sinto roçando-se em minha nuca. Quero brigar: "pára, mô, minha boceta já está ardendo! Você não cansa?" Ai, ai, poeta maldito, quero você empinando pipa com meus filhos, jogando bola, vídeo-game, ensinando-os a andar de bicicleta, surpreendendo-os a cada dia das crianças e sendo surpreendido a cada dia dos pais. Discutindo com eles sobre desenho, sobre quem será o Batman, todavia quando brincam, quando travam guerra de travesseiro, bagunçam a sala, pulem no sofá, na cama e eu apareça xingando alguns nomes, para ver se consigo impor ordem e depois, rio para mim mesma: "parece uma criança", analisando o quão bobo você é. Quero aquele gosto de poesia que você tem nos lábios mesclado ao cheiro de álcool vínico do seu suor, aquele olhar de utopia, de pesquisa e convicção. Eu quero, por ora, apenas quero, quero que sinta, assim como eu... como eu te amo!

Dedicado a Paloma Oliveira.

Bruno Sanctus. 

Submited by

segunda-feira, julho 22, 2013 - 21:39

Prosas :

No votes yet

Bruno Sanctus

imagem de Bruno Sanctus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 20 semanas
Membro desde: 04/14/2013
Conteúdos:
Pontos: 299

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bruno Sanctus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Ontogênese 1 301 05/29/2014 - 20:33 Português
Poesia/Fantasia Orpheus 0 493 03/16/2014 - 03:40 Português
Poesia/Dedicado Genitora 0 472 01/27/2014 - 02:06 Português
Prosas/Pensamentos A Máquina do Tempo 2 481 01/08/2014 - 13:58 Português
Poesia/Paixão Tarantismo 0 710 01/08/2014 - 13:51 Português
Poesia/Geral Rejuvenescido 0 628 12/09/2013 - 14:59 Português
Poesia/Geral Lembranças de Nosso Aparthaid 0 332 12/05/2013 - 14:43 Português
Poesia/Geral Liberté 0 357 11/15/2013 - 16:14 Português
Poesia/Amor Endimião e Selene 0 1.456 11/15/2013 - 15:59 Português
Poesia/Fantasia A Odisseia 0 502 11/15/2013 - 15:53 Português
Poesia/Geral Persuasão 0 409 10/30/2013 - 16:50 Português
Poesia/Fantasia {Σn+torp.[(-e)²:cen]-t√e²}= 2 937 10/30/2013 - 16:22 Português
Poesia/Fantasia O Eremita 0 489 10/24/2013 - 23:59 Português
Poesia/Fantasia Hiperbole 0 679 10/24/2013 - 23:45 Português
Poesia/Erótico Paixões Corruptíveis 0 1.241 10/22/2013 - 23:18 Português
Prosas/Tristeza Parque das Verdades 0 553 10/22/2013 - 23:09 Português
Poesia/Erótico Destile-me 0 492 10/22/2013 - 22:56 Português
Poesia/Geral Psicogonia 2 598 10/21/2013 - 17:21 Português
Poesia/Tristeza Decaído 0 537 10/21/2013 - 03:25 Português
Poesia/Dedicado Gaia 0 429 10/21/2013 - 03:16 Português
Poesia/Fantasia Libris Scripta 0 441 10/21/2013 - 03:07 Português
Poesia/Fantasia Desire 0 656 10/20/2013 - 04:02 Português
Prosas/Pensamentos Mentiras 0 396 10/20/2013 - 03:22 Português
Poesia/Desilusão FREAKenstein 0 366 10/20/2013 - 03:06 Português
Poesia/Fantasia Feel 0 502 10/18/2013 - 17:11 Português