SAUDADE

 

Saudade

 

 

Menina que vais caminhando,

Pela rua, certamente vais pensando,

No teu amor julgando que és uma flor,

Pois na tua idade só se pensa no amor,

Que é tão lindo como a tua idade,

E grande no teu andar e na tua vaidade.

 

A tua idade ainda está a desabrochar,

Como o teu amor que se vê no teu olhar,

Tens a luz brilhante nos olhos lindos,

São duas flores que vão surgindo,

Na idade do teu amor e só pensas nele,

E na tua formosura e na beleza da tua pele.

 

Vais vivendo com as tuas ilusões de agora,

Não deixes que o teu tempo se vá embora,

Aproveita a tua idade que vai crescendo,

E ao mesmo tempo no teu mundo vais vendo,

Apenas o teu amor no teu caminho,

E como foi bom dares o teu primeiro beijinho.

 

A tua idade é uma flor como uma linda rosa,

Que está no seu jardim toda vaidosa,

Com as suas pétalas da cor do teu sangue,

Pede a Deus que o teu amor nunca se zangue,

Com o teu próprio amor que ainda floresce,

E na tua idade ele é tão lindo e aparece.

 

Olho para ti e vejo como meu tempo passou,

Mas eu já fui como tu e ainda aqui estou,

Olhando para ti apreciando o teu andar,

E pensando como é bom o tempo de amar,

Alguém que também nos ama de verdade,

Com toda sua beleza e potestade.

 

Sinto saudades do meu tempo que tens agora,

Pois a tua idade já tive e já se foi embora,

Mas eu estou muito contente por te ver,

Para sentir ainda o meu amor a correr,

Vendo em ti o meu próprio tempo que partiu,

Quando eu tinha a tua idade e o amor sentiu.

 

 

31 de Março de 2012-Estêvão

Submited by

Wednesday, February 1, 2017 - 10:29

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

José Custódio Estêvão's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 3 weeks 2 days ago
Joined: 03/14/2012
Posts:
Points: 7749

Add comment

Login to post comments

other contents of José Custódio Estêvão

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Erotic LINDAS PERNAS 0 1.039 04/20/2016 - 08:40 Portuguese
Prosas/Thoughts REFLEXÃO 0 136 04/13/2016 - 10:42 Portuguese
Poesia/Meditation O VENTO BATE À JANELA 0 910 04/13/2016 - 10:27 Portuguese
Prosas/Thoughts A VIDA 0 144 04/06/2016 - 09:12 Portuguese
Poesia/Dedicated AR É VIDA 0 306 04/06/2016 - 08:56 Portuguese
Poesia/Meditation NADA ME PERTENCE 2 630 03/31/2016 - 09:22 Portuguese
Prosas/Thoughts AURÉOLA 0 419 03/30/2016 - 09:59 Portuguese
Prosas/Thoughts UM TROVÃO 0 241 03/23/2016 - 10:09 Portuguese
Poesia/Meditation SE NÃO SE PLANTAR 0 294 03/23/2016 - 09:55 Portuguese
Poesia/Dedicated O GOSTO DE APRENDER E ENSINAR 2 988 03/18/2016 - 10:32 Portuguese
Prosas/Thoughts A TERRA 0 211 03/16/2016 - 10:51 Portuguese
Prosas/Others ATÉ O MAR 0 284 03/09/2016 - 11:33 Portuguese
Poesia/Intervention A DESGRAÇA DE UMA NAÇÃO 0 481 03/09/2016 - 11:28 Portuguese
Poesia/Dedicated A MÚSICA 2 413 03/06/2016 - 12:06 Portuguese
Poesia/Meditation ERRAR É HUMANO 2 304 03/06/2016 - 12:03 Portuguese
Prosas/Thoughts HUMANOS 0 266 03/02/2016 - 10:27 Portuguese
Poesia/Dedicated QUEM RIU DE MIM 0 412 02/24/2016 - 10:23 Portuguese
Poesia/Meditation NUVENS PRETAS 0 242 02/17/2016 - 10:23 Portuguese
Poesia/Friendship DORA 0 392 02/10/2016 - 14:51 Portuguese
Poesia/Meditation POR FORA E POR DENTRO 0 423 01/27/2016 - 11:48 Portuguese
Poesia/Intervention QUEM TEM UNHAS 0 268 01/20/2016 - 10:09 Portuguese
Poesia/Love É UM SOFRER SEM QUERER 0 374 01/13/2016 - 10:13 Portuguese
Poesia/Meditation VENCEDORES E VENCIDOS 0 466 01/06/2016 - 14:59 Portuguese
Poesia/Meditation A CAÇA E O CAÇADOR 0 1.130 12/30/2015 - 09:58 Portuguese
Poesia/Meditation SORTE 0 804 12/23/2015 - 14:55 Portuguese