ODOR RÉPTIL DA ALMA

Narro autópsias melindrosas.

Desamarro profecias
dos corredores do silêncio constrangido.

Falas perdidas em sombras quebradas.

Desmioladas premonições alquimistas.

Artistas traseiras às cegas,
unem os meandros de dúvidas altaneiras.

Rameiras alvo em clímax papalvo.

Indizíveis rastos
de caravanas estáticas
em sensação de vazio ribalta.

Teatro de espera emendada.

Entulho larvas,
esbulho palavras comedidas,
comidas em alta pluviosidade
de asteriscos bebés que se escoam
sereias avulsas nos símbolos do mar.

Lírico viver caracol nas dosagens do sol.

Decrépitas curvas,
atléticas cinzas sofismam
a itinerância de cada letra musa.

Estranho suposto,
agnóstico gozo exposto
no sofá das quezílias cépticas
nos soslaios olhos das pessoas.

Desodorizo o odor réptil da alma.

Grafo soluções
esquecidas em gorjetas
de seios fartos de demora carrancuda
no bê-á-bá do instinto, absinto destino.

Virgulas escaravelho.

Tenazes pontos finais,
lufáveis archotes mestram
poesias boato-insólitas caídas,
iludidas a pique no obituário dos erros.

Solteiros sopros.

Cama bandida
de carraças doidas,
comichões rabugentas
de quem amealha as margens do ser.

Aspas cafeína.

Submited by

Monday, April 19, 2010 - 01:31

Poesia :

No votes yet

Henrique

Henrique's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 5 years 14 weeks ago
Joined: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Comments

Librisscriptaest's picture

Re: ODOR RÉPTIL DA ALMA

"Entulho larvas,
esbulho palavras comedidas,
comidas em alta pluviosidade"
Brilhante!
Perco-me sempre nestas imagens q crias em analogias inteligentes!
Beijinho em ti Henrimarte!
Inês

nunomarques's picture

Re: ODOR RÉPTIL DA ALMA

Henrique, completamente alucinante este teu grande poema.

Abraço

JoaoSimao's picture

Re: ODOR RÉPTIL DA ALMA

Henrique essas palavras são fantásticas!

O título é muito aspelativo e o mistério que enlaça este poema é algo de fenomenal!!

Os meus parabéns!! e sim, oxalá seja uma profecia, o Fim do Mundo! Mas preparados para o mistério avassalador que aí vem! Hehehe :)

abraço! Joãon Simão

Alcantra's picture

Re: ODOR RÉPTIL DA ALMA

Bem do jeito que gosto, a pleno fluxo mental.

Alcantra

Daisy_Lee82's picture

Re: ODOR RÉPTIL DA ALMA

ultrapassou a si mesmo nestes versos... muito bom!

;-)

marialds's picture

Re: ODOR RÉPTIL DA ALMA

Alma que rasteja na incerteza.
Destaco:

"Estranho suposto,
agnóstico gozo exposto
no sofá das quezílias cépticas
nos soslaios olhos das pessoas.

Desodorizo o odor réptil da alma."

Gostei.

Susan's picture

Re: ODOR RÉPTIL DA ALMA

Henrique acredito que sua alma de réptil necessita de uma boa noite de sono...
Cama bandida de carraças doidas, comichões rabugentas de quem amealha as margens do ser. Aspas cafeína.
Gostei da complexidade com que tratou do perfume de uma alma cansada.
Desodorizo o odor réptil da alma.

Beijos
Susan

Add comment

Login to post comments

other contents of Henrique

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Thoughts DA POESIA 1 5.737 05/26/2020 - 23:50 Portuguese
Videos/Others Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.582 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Sadness TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.784 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Thoughts ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.462 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Thoughts APALPOS INTERMITENTES 0 2.292 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aphorism AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.145 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Thoughts ISENTO DE AMAR 0 4.123 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Love LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.943 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Thoughts PELO TEMPO 0 1.803 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Thoughts DO AMOR 0 1.957 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SENTIMENTO 0 2.518 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Thoughts DO PENSAMENTO 0 2.501 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SONHO 0 1.787 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SILÊNCIO 0 3.149 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Thoughts DA CALMA 0 2.439 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Thoughts REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.983 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Thoughts MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.993 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aphorism NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.004 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Thoughts SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.142 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Thoughts MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.651 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Thoughts ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.621 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Thoughts PALAVRAS À LUPA 0 2.549 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Thoughts MADRESSILVA 0 1.564 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Thoughts NA SOLIDÃO 0 1.845 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Thoughts LÁPIS DE SER 0 1.837 01/16/2015 - 20:47 Portuguese