SAUDADE

O sol quente beija-me a face que espera por ti
Pelos sentimentos que contigo estão na distância
Deixando-me sozinho e autografado de saudade
Num colete-de-forças que prende ao vazio
Moldado por uma ausência que paira no meu peito
E respiro o ar poluído pelo longe que nos separa
Encurtado no pensamento ao cair de uma lágrima
Na lembrança de ti neste eco escuro de solidão
Tudo o que me resta para te sentir omnipresente
É sorrir para uma foto tua que não responde
Ao meu tocar o silêncio dos teus olhos nessa foto
E nos lábios apenas sinto o papel frio de fotografia
A tua imagem pega em mim ao colo e leva-me
Brevemente esquecido da dor que me acompanha
Para uma paisagem de recordações de felicidade
A saudade é um adjectivo da alma de quem ama
Fazendo da distância uma adopção de certezas
Um teste à firmeza corado de medos e chamamento
Um regresso noite após noite ao teu lugar por ocupar
Ainda perfumado por momentos a dois passados
Em dias românticos e com paixão realizamos o amor
Momentos que recordo suspirando pela tua presença
Neste calor de desejos remetidos ao silêncio
Interrompido pela verdade de ser homem que te ama

Submited by

Tuesday, March 17, 2009 - 15:15

Poesia :

No votes yet

Henrique

Henrique's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 5 years 6 weeks ago
Joined: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Add comment

Login to post comments

other contents of Henrique

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Videos/Others Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.996 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Sadness TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.614 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Thoughts ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.219 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Thoughts APALPOS INTERMITENTES 0 2.141 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aphorism AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.989 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Thoughts ISENTO DE AMAR 0 4.009 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Love LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.686 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Thoughts PELO TEMPO 0 1.687 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Thoughts DA POESIA 0 5.423 01/30/2015 - 23:06 Portuguese
Poesia/Thoughts DO AMOR 0 1.830 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SENTIMENTO 0 2.257 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Thoughts DO PENSAMENTO 0 2.363 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SONHO 0 1.631 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Thoughts DO SILÊNCIO 0 2.826 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Thoughts DA CALMA 0 2.174 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Thoughts REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.872 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Thoughts MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.750 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aphorism NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.754 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Thoughts SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.918 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Thoughts MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.560 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Thoughts ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.464 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Thoughts PALAVRAS À LUPA 0 2.389 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Thoughts MADRESSILVA 0 1.426 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Thoughts NA SOLIDÃO 0 1.753 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Thoughts LÁPIS DE SER 0 1.662 01/16/2015 - 20:47 Portuguese