SAUDADE DE AMOR

O meu relógio em silêncio da madrugada
Alimenta-se da minha rude insónia imposta
Por uma falta imensa de ti no meu nada
Nas perguntas que faço ao escuro sem resposta

Vasculho meu espaço oco pelo teu toque
Com apenas tua presença nos meus sentimentos
Lamentando tua ausência em estado de choque
E realça desejo de te tocar nos meus momentos

Ao mesmo tempo neste remoinho de saudade
Evolui certeza que desmente esta distância
Que o destino nos proporciona com maldade
Dos impossíveis aos possíveis da consciência

Uma viagem a passo lento na alma que chora
Sem consolo nesta vontade de te amar
Faminto em jejum de conforto que devora
Meu rosto com desejo de agora te beijar

Neste nós longe ao invés de enfraquecer
Fortalece a razão do nosso cruzamento
Num nada frio de agora difícil de viver
Que superaremos após nosso momento

Envergando esperança perfumada de paixão
Um todo de uma reviravolta nas nossas vidas
Cheia de tristeza acorrentada ao coração
Mas próximos recompensaremos as feridas

Provocadas pela falta imensa de nós
E em breve nossa união brotará das fontes
Dizimando a saudade que dá luto da voz
Findando em amor esta viagem sem pontes

Submited by

Wednesday, March 12, 2008 - 21:14

Poesia :

No votes yet

Henrique

Henrique's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 5 years 15 weeks ago
Joined: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Add comment

Login to post comments

other contents of Henrique

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Aphorism BEM VISTO 0 2.092 01/15/2015 - 15:36 Portuguese
Poesia/Thoughts DESTRUIÇÃO 0 493 01/13/2015 - 21:56 Portuguese
Poesia/Thoughts CALMA 0 987 01/13/2015 - 14:13 Portuguese
Poesia/Thoughts QUE VIDA ME MATA DE TANTO VIVER 0 592 01/12/2015 - 21:18 Portuguese
Poesia/Aphorism SEM AUSÊNCIA 0 932 01/12/2015 - 18:03 Portuguese
Poesia/Aphorism Pior do que morrer, é não ressuscitar... 0 1.116 01/11/2015 - 23:04 Portuguese
Poesia/Thoughts CHOCALHO DE SAUDADE 0 551 01/11/2015 - 17:30 Portuguese
Poesia/Thoughts GRITO QUE AS MÃOS ACENAM NO ADEUS 0 668 01/11/2015 - 00:07 Portuguese
Poesia/Thoughts SOVA DE ALGURES 0 578 01/10/2015 - 20:55 Portuguese
Poesia/Thoughts SORRATEIRAMENTE 0 970 01/09/2015 - 20:33 Portuguese
Poesia/Thoughts SILÊNCIO TOTAL 0 1.234 01/08/2015 - 21:00 Portuguese
Prosas/Terror FUMAR É... 1 3.193 06/17/2014 - 04:23 Portuguese
Poesia/Love COMPLETAMENTE … 1 1.326 11/27/2013 - 23:44 Portuguese
Videos/Music The Cars-Drive 1 1.405 11/25/2013 - 11:52 Portuguese
Poesia/Passion REVÉRBEROS SÓIS … 1 1.144 08/15/2013 - 16:23 Portuguese
Poesia/Meditation AS ENTRANHAS DO SILÊNCIO … 0 1.084 07/15/2013 - 20:37 Portuguese
Poesia/Meditation TIQUETAQUEAR … 0 1.323 07/04/2013 - 22:01 Portuguese
Poesia/Sadness AMOR CUJO CARVÃO SE INCENDEIA DE GELO … 0 1.221 07/02/2013 - 20:15 Portuguese
Poesia/Sadness ONDE A NOITE SEMEIA DESERTOS DE ESCURIDÃO … 0 1.079 06/28/2013 - 20:58 Portuguese
Poesia/Meditation ESCOLHO VIVER … 1 1.755 06/26/2013 - 09:42 Portuguese
Fotos/Art Se podia ser mortal? 0 1.713 06/24/2013 - 21:15 Portuguese
Fotos/Art Um beijo com amor dado ... 0 1.816 06/24/2013 - 21:14 Portuguese
Poesia/Meditation AZEDAS TETAS DA REALIDADE … 0 868 06/22/2013 - 20:36 Portuguese
Poesia/Meditation FAÍSCAS NA ESCURIDÃO … 0 829 06/18/2013 - 22:52 Portuguese
Poesia/Meditation QUANTO BASTE … 0 568 06/10/2013 - 21:23 Portuguese