CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sem amor, sem pecado

O que espera você de mim?
Já não quero seduzir
Não preciso te convencer
Esteja convencida
Estejamos quites

Deixemos o jogo de lado
Maçante e deprimente
Nos percamos sem pecado
Num quarto qualquer indiferente
Embebecidos em êxtase reciproco

Sorridentes e saciados
Felizes pela indecência do ato
Absortos num instante de silêncio
Recordemos de onde escapamos
Na liberdade de nosso quarto pequeno

Parceiros de revelia
Companheiros de fuga
Nada nos devemos.
Sem nos querer
Mais do que já nos temos
Que se consuma o mundo lá fora
Enquanto nos consumamos aqui dentro

Poema publicado recentemente no meu primeiro livro pela WAF chamado IMPRESSÕES. Também encontrado juntamente com outros no meu blog

http://carlinhoscavalcanti.blogspot.com/

Obrigado à todos

;-)

Submited by

segunda-feira, agosto 17, 2009 - 15:07

Poesia :

No votes yet

carlfilho

imagem de carlfilho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 36 semanas
Membro desde: 05/25/2009
Conteúdos:
Pontos: 519

Comentários

imagem de Tiger

Re: Em benefício da vontade

Deixemos o jogo de lado
Maçante e deprimente
Nos percamos sem pecado

Poético e direto rsss
Gostei muito
Bjs ;-)

imagem de analyra

Re: Em benefício da vontade

"Parceiros de revelia
Companheiros de fuga
Nada nos devemos.
Sem nos querer
Mais do que já nos temos
Que se consuma o mundo lá fora
Enquanto nos consumamos aqui dentro"

Muito bom... Gostei imenso. Grata pelo idílico momento poético.

imagem de KeilaPatricia

Re: Em benefício da vontade

gostei muito

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of carlfilho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Anticorpo 0 477 09/18/2014 - 19:09 Português
Poesia/Geral Deixa 0 513 01/30/2014 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza A Morte do Meu Sorriso 0 557 09/12/2013 - 21:13 Português
Poesia/Geral O Número 1 314 03/15/2013 - 18:48 Português
Poesia/Geral Os animais 3 619 03/15/2013 - 18:39 Português
Poesia/Geral Parceria Eterna 2 1.061 11/27/2012 - 18:54 Português
Poesia/Geral Boa Noite 4 952 11/27/2012 - 17:56 Português
Poesia/Tristeza Caixeiro Viajante 1 692 11/26/2012 - 21:41 Português
Poesia/Tristeza Coração Notívago 2 851 11/26/2012 - 21:26 Português
Poesia/Geral Pulvi es (et pulverem reverteris) 2 1.206 11/23/2012 - 23:29 Português
Poesia/Geral A Idéia Assombra 1 816 11/23/2012 - 16:57 Português
Poesia/Fantasia O Misantropo 3 1.114 11/23/2012 - 16:45 Português
Poesia/Geral Isto Posto 4 552 11/21/2012 - 20:23 Português
Poesia/Paixão Desarme 1 417 11/21/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Estranho Decorrer 1 547 11/20/2012 - 23:08 Português
Poesia/Amor Meu Amor Imaginário 1 531 04/20/2012 - 19:22 Português
Poesia/Soneto Soneto do Rei Álacre 0 595 01/11/2012 - 17:20 Português
Poesia/Meditação Faz toda a diferença 0 505 01/10/2012 - 16:00 Português
Poesia/Meditação Gosto Daqui... 1 478 12/16/2011 - 03:13 Português
Poesia/Amizade Adenium 0 578 12/15/2011 - 14:36 Português
Poesia/Fantasia O Tédio 0 530 12/09/2011 - 14:33 Português
Poesia/Fantasia Devida Verve 0 523 12/07/2011 - 14:16 Português
Poesia/Tristeza Asfalto 1 771 11/28/2011 - 20:47 Português
Poesia/Tristeza Punhais 0 508 11/28/2011 - 17:57 Português
Poesia/Fantasia Idas 0 842 11/08/2011 - 21:55 Português