CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Desassossegado

Sossega teu coração, amigo, desencanta!
Tudo ao redor é mentira. Engana.
Mostre seu talento em comum
Numa alegria artificial incomum
Pois o mundo, indiferente, persevera igual
Hoje como ontem, amanhã como sempre, assim por diante etc e tal...
Caótico como de costume
Numa casualidade quase fúnebre
Um descaso hipnótico pseudo-natural.

Sossega teu coração, amigo, escuta!
Pela manha, vista sua armadura
Esconda seu medo
Enfuna-se de cisnimo e despejo
Esconda sua amargura
Arremate a trivialidade cotidiana caduca
Dentro de si, descanse em paz
Para sempre... para nunca...
Desencabula! Continua!
Tranquilo e sozinho
Sozinho...continua...

Conte com a medicina
Talvez, sua única amiga
Peça-lhe uma nova pílula
A pílula anti-concepção!
Não leia a bula. Engula! Te cura!
Melhor! Compre um novo coração
Mecânico, de preferência, infalível!
A resiliência da alma traz riscos
A imperfeição da carne é proibido
Sossega, homem, te aviso!

Sossega teu coração, amigo, renegue!
Nas linhas tortas onde Deus escreve
Nada consta em questão de Justiça
E sua causa perdida prescreve.
Abaixo sua esperança enfraquecida
Leis arbitrárias e facínoras prevalecem
E certas coisas erradas...erradas permanecem...

Ah mundo sem solução!
É... sem solução...tenha certeza!
A carne conduz a alma numa condição enferma
O alma submete a vida numa solidão sem cura...
Sossega-te, homem, convalesca!
Mata esse amor que te perturba!

Poema publicado recentemente no meu primeiro livro pela WAF chamado IMPRESSÕES. Também encontrado juntamente com outros no meu blog

http://carlinhoscavalcanti.blogspot.com/

Obrigado à todos

;-)

Submited by

terça-feira, maio 26, 2009 - 22:07

Poesia :

No votes yet

carlfilho

imagem de carlfilho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 35 semanas
Membro desde: 05/25/2009
Conteúdos:
Pontos: 519

Comentários

imagem de jopeman

Re: Sossega Teu Coração

Gostei imenso
"Caótico como de costume
Numa casualidade quase fúnebre
Um descaso hipnótico pseudo-natural."
Um grito de alerta...
Abraço

imagem de LUNARDO29

Re: Sossega Teu Coração

Tuas palavaras descrevem com perfeição a desilusão de uma vida sem perspectiva e vazia,e o quanto muitas vezes ostentamos falsas aparências para segui-la. Muito bom 8-) !

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of carlfilho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Anticorpo 0 476 09/18/2014 - 19:09 Português
Poesia/Geral Deixa 0 511 01/30/2014 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza A Morte do Meu Sorriso 0 556 09/12/2013 - 21:13 Português
Poesia/Geral O Número 1 313 03/15/2013 - 18:48 Português
Poesia/Geral Os animais 3 617 03/15/2013 - 18:39 Português
Poesia/Geral Parceria Eterna 2 1.061 11/27/2012 - 18:54 Português
Poesia/Geral Boa Noite 4 952 11/27/2012 - 17:56 Português
Poesia/Tristeza Caixeiro Viajante 1 692 11/26/2012 - 21:41 Português
Poesia/Tristeza Coração Notívago 2 849 11/26/2012 - 21:26 Português
Poesia/Geral Pulvi es (et pulverem reverteris) 2 1.206 11/23/2012 - 23:29 Português
Poesia/Geral A Idéia Assombra 1 816 11/23/2012 - 16:57 Português
Poesia/Fantasia O Misantropo 3 1.114 11/23/2012 - 16:45 Português
Poesia/Geral Isto Posto 4 552 11/21/2012 - 20:23 Português
Poesia/Paixão Desarme 1 416 11/21/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Estranho Decorrer 1 546 11/20/2012 - 23:08 Português
Poesia/Amor Meu Amor Imaginário 1 530 04/20/2012 - 19:22 Português
Poesia/Soneto Soneto do Rei Álacre 0 594 01/11/2012 - 17:20 Português
Poesia/Meditação Faz toda a diferença 0 504 01/10/2012 - 16:00 Português
Poesia/Meditação Gosto Daqui... 1 475 12/16/2011 - 03:13 Português
Poesia/Amizade Adenium 0 577 12/15/2011 - 14:36 Português
Poesia/Fantasia O Tédio 0 529 12/09/2011 - 14:33 Português
Poesia/Fantasia Devida Verve 0 521 12/07/2011 - 14:16 Português
Poesia/Tristeza Asfalto 1 769 11/28/2011 - 20:47 Português
Poesia/Tristeza Punhais 0 507 11/28/2011 - 17:57 Português
Poesia/Fantasia Idas 0 842 11/08/2011 - 21:55 Português