CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Que morram todos os sinais

E se houvesse algo que nos dissesse que este não é o caminho?
Que as escadas que subimos são apenas sonhos que cansam as pernas
E que confundem a felicidade com a ocasional firmeza de um corrimão?

Será que a escolha ainda era nossa? (Tipo a escolha do que já foi escolhido?)
Será que ainda seríamos órfãos das bestas que morrem nas trelas à fome?
Ou seríamos franzinos selvagens às voltas no zoo seguindo amendoins?

Talvez a liberdade seja a forma mais cruel de nos obrigarem a sair de casa,
De termos de deixar o nosso silêncio a amornar no assento de uma cadeira
Onde couberam por herança as coisas que nunca soubemos ou pudemos ter.

Talvez o destino seja a forma como olhamos para as paredes das ruas,
Para os sinais pintados pelas mãos dos vagabundos que fizeram história
E que fogem à morte nos quadros das tabernas e nos berços das maternidades.

Talvez seja tudo isso, talvez seja outra coisa qualquer, talvez… (só outro poema)

Ainda assim, pelo sim pelo não, que morram todos os sinais,
Que se lavem todas as cidades, todas as roupas e todas as bocas,
E deixem este mundo à ignorância, que só os ignorantes sabem o que é ser feliz.

Submited by

segunda-feira, maio 24, 2010 - 21:34

Poesia :

No votes yet

jopeman

imagem de jopeman
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 39 semanas
Membro desde: 01/04/2009
Conteúdos:
Pontos: 3172

Comentários

imagem de Conchinha

Re: Que morram todos os sinais

Será?
Eu penso muitas vezes que sim. Que a busca traz infelicidade.

Belo pensamento
Abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of jopeman

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Violentas Alegrias 5 885 10/20/2011 - 21:16 Português
Poesia/Pensamentos Gostei sobretudo das árvores que davam pássaros 5 905 10/20/2011 - 21:13 Português
Poesia/Amor sei que o amor é coisa de homens 1 966 10/20/2011 - 21:10 Português
Fotos/ - 1129 0 1.721 11/24/2010 - 00:37 Português
Fotos/ - 1127 0 2.161 11/24/2010 - 00:34 Português
Poesia/Pensamentos Sou Vadio 4 1.288 08/30/2010 - 09:57 Português
Poesia/Geral Destino Manifesto 2 1.414 08/22/2010 - 22:17 Português
Poesia/Aforismo Quietude (Desafio Poético) 4 970 08/02/2010 - 02:08 Português
Poesia/Dedicado Jopeman - O caminho (ao WAF) 2 1.011 07/06/2010 - 08:10 Português
Poesia/Amor A (quase) eterna leveza dos malmequeres 1 1.334 06/24/2010 - 05:05 Português
Poesia/Pensamentos A terra é só terra e eu penso nisso vezes demais 6 756 06/19/2010 - 22:44 Português
Poesia/Meditação Portas 7 1.050 06/12/2010 - 10:54 Português
Poesia/Meditação Que morram todos os sinais 1 986 06/12/2010 - 10:48 Português
Poesia/Meditação Viagem 3 1.157 06/12/2010 - 10:41 Português
Prosas/Contos Intuições 5 975 05/17/2010 - 22:01 Português
Poesia/Geral Só tu sabes! 6 977 05/17/2010 - 22:00 Português
Poesia/Alegria Corro 8 1.197 05/10/2010 - 15:06 Português
Poesia/Meditação As pedras não voam 11 1.087 05/02/2010 - 03:15 Português
Poesia/Geral Distâncias 9 1.063 04/07/2010 - 20:29 Português
Poesia/Geral Há aquelas coisas de que nunca penso se houver uma porta aberta 8 802 03/26/2010 - 09:42 Português
Poesia/Amor Amor de sol e lua (duo com Analyra) 7 1.122 03/23/2010 - 16:00 Português
Poesia/Geral Continuo sentado à varanda 7 1.135 03/17/2010 - 21:17 Português
Poesia/Desilusão O filho do vento 13 1.134 03/15/2010 - 15:56 Português
Poesia/Meditação O refúgio de D. Dinis 1 1.248 03/05/2010 - 13:08 Português
Poesia/Amor A dança dos amantes 1 1.143 03/05/2010 - 03:05 Português