CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Quem nunca fomos...

Havia uma inocência doce nas palavras proibidas,
um segredar suave,
sussurrado numa malícia pueril,
que se perdeu entre os anos da minha maturidade...
Havia uma verdade absoluta no olhar nos olhos,
no tocar de mãos, em sentir o cheiro,
que hoje se alcunha de adolescência,
ou outra coisa qualquer e deixou de existir,
entre uma manhã, ou outra, nem sei bem quando...
Quando foi que amar deixou de ser prioridade?
A voz de comando das nossas vidas alterou-se,
envelheceu ou simplesmente padeceu de racionalidade...
Mudou-se o tempo e as vontades e nós próprios,
entre facturas da luz, da agua, da creche,
porque nós também crescemos...
Deixámos de ter tempo para amar os amigos,
os mais que amigos, os nossos filhos
e os filhos dos outros...
Porque queremos ter um sofá confortável
para dormirmos à noite, na nossa solidão,
ou uns cortinados novos para tapar a janela
da nossa vida com vista para um muro de betão...
Continuamos a trocar um piropo amável com aquele
ou aquela que nos enche as medidas,
imaginando que um dia podia haver um diluvio
e sermos sobreviventes no mesmo barco...
Adiamos os nossos sonhos porque já nem nos lembramos quais foram,
mas se calhar era ter uma carrinha,
ou mais um quarto,
ou talões de desconto do hipermercado...
Masturbamos a nossa liberdade, uma vez por dia,
a olhar para o lado e a invejar qualquer coisa,
que pode ser uma coisa qualquer,
desde que nunca possa
ser nossa...
E a vida passa...

Inês Dunas

Libris Scripta Est

Submited by

quinta-feira, setembro 15, 2011 - 08:33

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Librisscriptaest

imagem de Librisscriptaest
Offline
Título: Moderador Prosa
Última vez online: há 8 anos 28 semanas
Membro desde: 12/09/2009
Conteúdos:
Pontos: 2710

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Librisscriptaest

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Quimeras... 2 3.851 06/27/2012 - 15:00 Português
Poesia/Geral Presa no transito numa sexta à noite... 2 1.983 04/12/2012 - 16:23 Português
Poesia/Dedicado Santa Apolónia ou Campanhã... 2 1.320 04/06/2012 - 19:28 Português
Prosas/Outros Gotas sólidas de gaz... 0 1.543 04/05/2012 - 18:00 Português
Poesia/Geral Salinas pluviais... 1 1.757 01/26/2012 - 14:29 Português
Prosas/Outros Relicário... 0 1.907 01/25/2012 - 12:23 Português
Poesia/Geral A covardia das nuvens... 0 2.178 01/05/2012 - 19:58 Português
Poesia/Dedicado Arco-Iris... 0 2.268 12/28/2011 - 18:33 Português
Poesia/Amor A (O) que sabe o amor? 0 2.019 12/19/2011 - 11:11 Português
Poesia/Geral Chuva ácida... 1 1.856 12/13/2011 - 01:22 Português
Poesia/Geral Xeque-Mate... 2 1.674 12/09/2011 - 18:32 Português
Prosas/Outros Maré da meia tarde... 0 1.950 12/06/2011 - 00:13 Português
Poesia/Meditação Cair da folha... 4 2.434 12/04/2011 - 23:15 Português
Poesia/Desilusão Cegueira... 0 2.107 11/30/2011 - 15:31 Português
Poesia/Geral Pedestais... 0 2.199 11/24/2011 - 17:14 Português
Poesia/Dedicado A primeira Primavera... 1 2.005 11/16/2011 - 00:03 Português
Poesia/Geral Vicissitudes... 2 2.121 11/15/2011 - 23:57 Português
Poesia/Geral As intermitências da vida... 1 2.193 10/24/2011 - 21:09 Português
Poesia/Dedicado O silêncio é de ouro... 4 1.972 10/20/2011 - 15:56 Português
Poesia/Geral As 4 estações de Vivaldi... 4 2.522 10/11/2011 - 11:24 Português
Poesia/Geral Contrações (In)voluntárias... 0 1.882 10/03/2011 - 18:10 Português
Poesia/Geral Adeus o que é de Deus... 0 1.964 09/27/2011 - 07:56 Português
Poesia/Geral Limite 2 2.284 09/22/2011 - 21:32 Português
Poesia/Geral Quem nunca fomos... 0 2.504 09/15/2011 - 08:33 Português
Poesia/Geral Antes da palavra... 1 2.951 09/08/2011 - 18:27 Português